Banner Principal

Quem Somos

Estatuto da Comunidade


APROVADO PELA ASSEMBLÉIA GERAL REALIZADA NO DIA 07 DE NOVEMBRO DE 2004.

 

CAPÍTULO I

DA COMUNIDADE E SEUS FINS

Artigo 1o – A Comunidade Missionária Santíssima Trindade, também designada pela sigla CMST, constituída em 16 de fevereiro de 2003, é uma associação civil de direito privado para fins não econômicos, que se propõe vivenciar e revelar a mentalidade comunitária do Reino de Deus e reviver a unção do Espírito Santo nas vocações, conforme as palavras de Jesus “... A paz esteja convosco! Como o Pai me enviou, assim também eu vos envio a vós”. Depois dessas palavras, soprou sobre eles dizendo-lhes: “Recebei o Espírito Santo” (Jo 20, 21-22). É uma comunidade de Aliança da Igreja Católica Apostólica Romana.

Artigo 2o – A CMST reger-se-á pelo Carisma Comunitário da Santíssima Trindade expresso no versículo Bíblico: “Depois disso, designou o Senhor ainda setenta e dois outros discípulos e mandou-os, dois a dois, adiante de si, por todas as cidades e lugares para onde ele tinha de ir. Disse-lhes: Grande é a messe, mas poucos são os operários. Rogai ao Senhor da messe que mande operários para a sua messe. Ide; eis que vos envio como cordeiros entre lobos.” Lc. 10, 1-3;

Parágrafo único – viver e respeitar o carisma comunitário requer que qualquer atividade da CMST deve ser feita em equipe de 3 pessoas (no mínimo 3 pessoas: a autoridade religiosa e a dupla de discípulos executores designados: 2 a 2 . E obedece às leis aplicadas ao funcionamento das outras entidades sem fins lucrativos, submetendo-se ainda às normas emanadas pela Igreja Católica Apostólica Romana.

Artigo 3o – A CMST funcionará por tempo indeterminado; provisoriamente tem sede e foro na cidade de Igaraçu do Tietê, Estado de São Paulo, à Rua Francisco Ortega, nº 236, Centro, e poderá se estabelecer, onde convir, no Brasil ou no exterior, em todas as cidades onde as autoridades eclesiais precisarem desta comunidade, de suas orações, de seu amor pela Santíssima Trindade e pela Igreja. Estará sempre em comunhão e obediência à autoridade eclesiástica responsável pela CMST, o responsável pela Igreja local e o responsável pelo setor de Internet. Poderá associar-se a outras entidades na comunhão dos santos da Igreja Católica para prestar serviço.

Artigo 4o.- A CMST tem por fim a formação vocacional, humana, eclesial, comunitária e espiritual dos cristãos, para que todos realizem bem a grande vocação missionária da Igreja de evangelizar e testemunhar a santidade amando a Deus e ao próximo; compilados na seguinte citação bíblica: “Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias até o fim do mundo” Mt. 28, 19-20, dentro dos princípios éticos, doutrinários, morais e espirituais da Igreja Católica Apostólica Romana.

§ 1o - A CMST quer prestar um serviço às comunidades eclesiais, religiosas, seminários e famílias existentes na Igreja, de apoio espiritual e científico quanto à formação humana, psicológica e vocacional dos casais nas famílias cristãs e das pessoas consagradas nas comunidades religiosas e dos sacerdotes nas dioceses.

§ 2o - A CMST quer divulgar todas as escolas de santidade da Igreja Católica, ser uma fonte de alimento espiritual no site, ser intercessão e orientação eficaz para a vivência comunitária, ser uma presença amorosa comunitária saudável de apoio afetivo eficaz e santo para os sacerdotes, para os casais e para os consagrados.

  

CAPÍTULO II

DOS ORGÃOS ADMINISTRATIVOS DA ASSOCIAÇÃO

 

Artigo 5o – A CMST é integrada pelos seguintes órgãos de administração:

  1. A Diretoria Executiva
  2. A Assembléia Geral
  3. O Conselho Consultivo

SEÇÃO I

 

DA DIRETORIA EXECUTIVA

 

Artigo 6º.- A Diretoria Executiva, é assim constituída:
a) Presidência
b) 1o e 2o Secretários
c) 1o e 2o Tesoureiros

  1. d) Equipes Técnicas conforme as necessidades da CMST:
  2. - de Informática;
  3. - de intercessão diante de Deus no Santíssimo Sacramento;

 

Artigo 7º.- A Presidência é constituída pelo presidente, pelo vice-presidente. Cabe ao Presidente da Comunidade em respeito ao carisma comunitário da CMST, agir sempre junto com o vice-presidente em obediência ao arcebispo da CMST e ao bispo local que os acolhe; para a coordenação dos trabalhos, a confecção dos artigos publicados na Internet, a pregação de retiros espirituais, a responsabilidade do atendimento espiritual psicológico das pessoas que os procuram e a tomada de decisões sobre a comunidade, com observância ao carisma estabelecido no parágrafo único do art. 2º deste Estatuto.

Artigo 8o – O presidente e o vice-presidente devem ser pessoas com formação espiritual, científica ou acadêmica e técnica específica, apropriada para cuidar de Vocações. O vice Presidente deverá ser um sacerdote com formação em Filosofia e Teologia e o presidente deverá ser psicólogo com especialização em Psicologia Clínica e Psicologia Organizacional do Trabalho.

Artigo 9o – A Presidência terá funções deliberativas para criar os artigos do site; fazer os contratos de prestação de serviços às mais variadas comunidades da Igreja; coordenar os trabalhos da Diretoria executiva e das equipes técnicas, de informática, de intercessão no Santíssimo, de comunicação, de música, de psicologia e de hospedagem.

Artigo 10 Compete ao Presidente e ao vice-presidente observar as regras legais e estatutárias:
I – representar a CMST, em juízo ou fora dele, perante as autoridades legais, Eclesiásticas e o público em geral, podendo nomear procuradores ou mandatários;
II – convocar e presidir as reuniões da Assembléia Geral;
III – propor a substituição de qualquer cargo executivo da CMST.
IV – supervisionar os trabalhos desenvolvidos pela CMST;
V – admitir, promover, transferir, punir e dispensar missionários.
VI – prestar informações às autoridades eclesiásticas sobre o funcionamento da CMST;
VII – designar membros da CMST para missões no país ou no exterior;
VIII – determinar a fiscalização das contas e dos recursos envolvidos na CMST;
IX – representar, juntamente com o vice-presidente a CMST junto a bancos, repartições públicas, fornecedores e autoridades da Igreja Católica Apostólica Romana;
X- assinar as atas de reunião da CMST a Presidente em conjunto com o 1º Secretário; e
XI - assinar as contas bancárias da CMST a Presidente em conjunto com o 1º Tesoureiro.

Artigo 11 – Cabe à Presidência a gestão das atividades e eventos promovidos e delegar uns aos outros a sua autoridade quando na impossibilidade da presença dos dois juntos, por incompatibilidade de horários com outras responsabilidades.

Artigo 12 – Cada membro da Presidência responderá, pessoalmente, pelas deliberações que tomar e pelos atos que praticarem contrários aos interesses da CMST, e solidariamente, quando o fizer por decisão coletiva.

Artigo 13 –– Das reuniões da Presidência com os demais membros lavrar-se-á ata contendo o resumo dos assuntos e das deliberações, sendo estas tomadas por consenso de seus participantes.

Artigo 14 – A Presidência se reunirá com o Conselho Consultivo sempre que se fizer necessário para rever juntos as operações da CMST, discernir e tomar novas diretrizes, juntos em oração.

Artigo 15 – Compete à Diretoria Executiva:
I - administrar a CMST com espírito comunitário, sem perder de vista o objetivo de formar os cristãos para a Vocação, a santidade e o testemunho de amor;
II - cumprir e fazer cumprir o Estatuto social;

III – elaborar plano de aplicação de doações e bens recebidos pela CMST;

IV - elaborar relatório anual prestação de contas das atividades executadas pela CMST;

V – estabelecer normas para o funcionamento da CMST; e
VI - responder, subsidiariamente, pelas obrigações sociais assumidas em nome da CMST.

Artigo 16 – A Diretoria Executiva e todos os demais cargos não farão jus a qualquer remuneração; serão sempre voluntários para Deus.

Artigo 17 – O Presidente e o vice-presidente, exercerão o cargo por tempo indeterminado e serão responsáveis pelo conteúdo dos artigos colocados no site em suas respectivas especialidades.

Artigo 18 – Os 1º e 2o secretários, 1o e 2o tesoureiros e as equipes técnicas de informática e de intercessão terão mandato por 3 anos.

Artigo 19 – Os membros da Diretoria Executiva que sem justificativa, faltar a
três (3) reuniões consecutivas ou seis (6) alternadas perderá o cargo automaticamente.

Artigo 20 – A escolha dos cargos, que se refere o artigo 18, ocorrerá por eleição após oração da Presidência da CMST, consignada em ata específica, na reunião da Assembléia Geral.

Artigo 21 – Os membros da Diretoria Executiva que romperem a comunhão com a Igreja Católica perdem automaticamente o cargo.

Artigo 22 – Os membros da Diretoria Executiva que quiserem renunciar deverão apresentar uma carta, na próxima Assembléia, explicando os motivos da sua desistência. Não terão direitos a nenhuma contribuição pelos trabalhos prestados, pois são sempre voluntários.

Artigo 23 – A Secretaria que é constituída pelo 1o e 2o secretários, devem agir sempre em conjunto, sob a obediência da Presidência e em respeito ao carisma comunitário da CMST, estabelecido no parágrafo único do artigo 2º deste Estatuto.

 

Parágrafo único – na impossibilidade da presença dos dois secretários nas atividades de suas competências, o ausente deverá delegar ao outro a sua autoridade, naquela situação específica.

Artigo 24 – Compete aos Secretários:
I – fazer os trabalhos da secretaria em geral, providenciando a expedição de correspondência, ofícios, editais, e demais papeis;
II - cuidar da agenda de atividades, de retiros, lavratura de ata, a comunicação geral com terceiros.
III – redigir ou fazer redigir, sob sua responsabilidade toda a correspondência da entidade e assinar;
IV – redigir e lavrar as atas da Diretoria;
V – fazer as necessárias comunicações aos associados admitidos, eliminados, advertidos, suspensos e desligado, e outros de quaisquer natureza;
VI – organizar e manter em dia o arquivo e cadastro dos associados;

Artigo 25 – A Tesouraria constituída pelo 1o e 2o tesoureiros devem agir sempre em conjunto, sob a obediência da Presidência e em respeito ao carisma comunitário da CMST, contido no parágrafo único do artigo 2º deste Estatuto.

Parágrafo único – na impossibilidade da presença dos dois tesoureiros nas atividades de suas competências, o ausente deverá delegar ao outro a sua autoridade, naquela situação específica.

Artigo 26 - Compete aos Tesoureiros:
I – dirigir o setor financeiro da comunidade, fazendo a contabilidade, sendo responsáveis pela administração dos recursos financeiros e doações obtidos pela CMST;
II – a prestação de contas e a elaboração de relatórios financeiros.
III – apresentar a Presidência no mínimo três cotações de preços e orçamentos para a aprovação de aquisição de bens para a CMST.
IV – fazer relatório do movimento financeiro e balancetes;V – sugerir medidas de ordem financeira que julgar conveniente;
VI – verificar se as despesas realizadas estão de conformidade com a realidade financeira e os projetos elaborados pela Diretoria Executiva;
VII – cumprir junto aos órgãos Federais, Estaduais e Municipais, as exigências de ordem financeira;
VIII – fazer relatórios e cumprir as exigências burocráticas legais, para isenção de impostos da CMST.

 

Artigo 27 –A Equipe técnica de informática é constituída pelo 1o e 2o. técnicos que devem agir sempre juntos, sob a obediência da Presidência e em respeito ao carisma comunitário da CMST, contido no parágrafo único do art. 2ª deste Estatuto.

Parágrafo único – na impossibilidade da presença dos dois técnicos nas atividades de suas competências, o ausente deverá delegar ao outro a sua autoridade, naquela situação específica.

Artigo 28 – Compete ao Assistente Técnico de Informática, a elaboração, manutenção e atualização de site na internet, bem como de todos os recursos de tecnologia e informática utilizados pela CMST.

Artigo 29 - A Equipe técnica de intercessão diante de Deus no Santíssimo Sacramento em cada localidade filiada à CMST é constituída de várias pessoas coordenadas por dois missionários, que serão nomeados pela Presidência, devendo agir sempre juntos, sob a obediência da autoridade eclesiástica local e da Presidência em respeito ao carisma comunitário da CMST, contido no parágrafo único do art. 2º deste Estatuto.

Artigo 30 – compete aos coordenadores de intercessão de cada localidade;
I – organizar o horário e o local e anuência da autoridade eclesiástica para a intercessão semanal;
II – receber e imprimir as orientações e os artigos vocacionais do site para distribuir na reunião da CMST;
III – coordenar a reunião de oração com as orientações abaixo para termos uma linguagem comum:

  1. Operação limpeza: momento de perdão e reconciliação;
  2. Fazer os tratos de amor com Deus;
  3. Momento de Louvor;
  4. Silêncio e adoração, anotar as profecias;
  5. Reflexão sobre um tema do Carisma da CMST;
  6. Intercessão segundo a orientação atual da Presidência;
  7. Rezar o terço das vocações;

IV - Enviar e-mail informando sobre a reunião;

 

SEÇÃO II

DA ASSEMBLÉIA GERAL

Artigo 31 – A Assembléia Geral dos integrantes da Comunidade Missionária Santíssima Trindade, poderá ser Ordinária ou Extraordinária.

Artigo 32 – A Assembléia Geral reunir-se-á três vezes ao ano nas possíveis ocasiões:
I – Em Assembléia Geral Ordinária (AGO), obrigatoriamente, no mês de Fevereiro para retiro espiritual e planejamento do ano;
II – Em Assembléia Geral Ordinária (AGO), festivamente, no dia da Santíssima Trindade em Retiro Espiritual e avaliação do semestre, conforme a data do calendário litúrgico da Igreja Católica Apostólica Romana;
III – Em Assembléia Geral Ordinária (AGO), obrigatoriamente, no mês vocacional, em Agosto de cada ano;
IV - Em Assembléia Geral Ordinária (AGO), festivamente, no dia de Todos os Santos em Retiro Espiritual de votos de santidade por um ano e avaliação do segundo semestre, conforme data do calendário litúrgico da Igreja Católica Apostólica Romana;
V – Em Assembléia Geral Extraordinária, por resolução própria da Diretoria Executiva ou por 1/5 dos associados;

Artigo 33 – A Assembléia será convocada habitualmente pela Presidência, sempre que for necessário, sendo por ela presidida.

Artigo 34 - No Edital de Convocação da Assembléia Geral deverá constar;
a) A denominação da Comunidade, seguida da expressão Edital de Convocação de Assembléia Geral, Ordinária ou Extraordinária;
b) O dia, a hora e o local da reunião, o qual salvo motivo justificado, será sempre o da sede social;
c) A ordem do dia dos trabalhos, com as devidas especificações;
d) A assinatura do responsável pela convocação;
e) O edital de convocação será divulgado no site da CMST e comunicado, por circular, via e-mail aos missionários.

Artigo 35 – Compete privativamente à Assembléia Geral:
I - Aprovar as contas da CMST;
II – Alterar o Estatuto;
III – Aprovar a dissolução da CMST.

§ 1º – Para as deliberações que se refere os incisos II e III é exigido o voto concorde de 2/3 dos presentes na Assembléia especialmente convocada para este fim, não podendo ela deliberar em primeira convocação, sem a maioria absoluta dos associados, ou com menos de 1/3 nas convocações seguintes.

SEÇÃO III

DO CONSELHO CONSULTIVO

 

Artigo 36 – O Conselho Consultivo será constituído por três (3) casais da Comunidade de Aliança, que terão mandatos por 3 (três) anos.

Artigo 37 – Os membros do Conselho Consultivo são eleitos após oração pela Presidência, entre os casais que são fiéis e escutam a Deus.

Artigo 38 – Os membros do Conselho Consultivo terão a função de auxiliares da Presidência em todas as situações que a Presidência achar necessário, tendo poderes deliberativos somente para aquelas ocasiões específicas a que forem designados.

Artigo 39 - Os membros do Conselho Consultivo devem agir sempre juntos, sob a obediência da autoridade da CMST, a Presidência em respeito ao carisma comunitário da CMST, contido no parágrafo único do art. 2ºdeste Estatuto.

 

CAPÍTULO III

DOS MEMBROS ASSOCIADOS INTEGRANTES ou MISSIONÄRIOS:

 

Artigo 40 – Serão admitidos como membros da CMST as pessoas católicas praticantes, voluntárias, dispostas a freqüentar em grupo o Santíssimo Sacramento, semanalmente, para interceder pelas vocações, bem como distribuir o alimento espiritual vocacional encontrado no nosso site veiculado pela Internet para todas as pessoas, sem distinção, nas cidades onde residem.

§ 1o - o membro que se ausentar por mais de 3 (três) Retiros periódicos consecutivos da CMST, sem justificativa, será considerado desistente ou excluído da mesma;

§ 2o - o membro que desistir da CMST não terá direitos trabalhistas nem previdenciários e também a nenhuma remuneração, nem direito a levar de volta algum bem patrimonial ou objeto de valor que tenha doado na comunidade quando entrou.

§ 3º- todo e qualquer objeto doado a CMST faz parte do patrimônio da comunidade, exceto os objetos de cunho profissional de cada membro;

Artigo 41 – Os missionários da CMST devem orar e atender pessoalmente ou no site sempre em equipe, para um primeiro contato e triagem, obedientes à autoridade da Presidência e supervisionados ou rastreados sob uma política de proteção do site da Internet, conforme o Carisma da CMST, previsto no parágrafo único do art. 2ºdeste Estatuto.

Parágrafo único – os membros da CMST terão direito a serem atendidos em orientação e direção espiritual com os nossos sacerdotes para serem santos, a serem acompanhados em Psicoterapia gratuitamente, a receberem uma limpeza espiritual de oração antes de terem acesso à Internet em nome da CMST .

Artigo 42 - Em vista das dificuldades com o novo ambiente da internet, e da seriedade do assunto vocação, os membros podem atender na internet orando em equipe e sempre com supervisão da Presidência com autoridade teológica e sacerdotal ou a autoridade psicológica (especialista em Psicologia Clínica e especialista em Psicologia Organizacional do Trabalho) do assunto vocação com rastreamento técnico programado pela equipe técnica em informática

Artigo 43 – Compete aos membros integrantes da CMST:
I – Participar de reuniões, intercessão, retiros e eventos promovidos pela mesma;
II – Acatar as orientações da Presidência;
III – Disseminar material de orientação vocacional, através de site próprio veiculado pela Internet para enriquecer a vida de todos os cristãos para atingirmos a santidade na Igreja.
IV – Interagir, proativamente, com os demais membros através da Internet, especificamente dos canais de comunicação (lista de discussão interna, Chat, etc...) criados para esta finalidade.
V – Auxiliar no discernimento vocacional dos atendidos pela CMST;
VI – Orientar para a identificação do carisma de comunidade dos atendidos;
VII – Auxiliar na solução das crises vocacionais dos atendidos;
VIII – Promover, dentro da Igreja Católica Apostólica Romana, uma mentalidade Comunitária.

 

CAPÍTULO IV

DOS ATENDIDOS

 

Artigo 44 - Serão atendidos em grupos as atividades de formação humana e vocacional realizadas através de encontros de casais, retiros espirituais para jovens nas paróquias solicitadas.

Artigo 45 - Serão atendidos em grupos as atividades de formação humana e vocacional realizadas através de encontros ou retiros para os consagrados nas comunidades religiosas e sacerdotes enviados pelos seus bispos.

Artigo 46 – Serão atendidos individualmente pela CMST através de Psicoterapia ou atendimento e aconselhamento direção espiritual, os sacerdotes, com crises vocacionais, ou com problemas psicológicos anteriores à sua vocação e também sacerdotes que estão bem em suas vocações e querem um enriquecimento sobre seu carisma próprio, sobre espírito comunitário e sobre santidade.

Artigo 47 – Serão atendidos individualmente pela CMST através de Psicoterapia ou atendimento e aconselhamento direção espiritual individualmente, religiosos(as) e consagrados(as) com crises vocacionais, ou com problemas psicológicos anteriores à sua vocação e os que estão bem em suas vocações e querem um enriquecimento sobre seu carisma próprio, sobre espírito comunitário, sobre santidade.

Artigo 48 – Serão atendidos individualmente pela CMST através de Psicoterapia ou atendimento e aconselhamento direção espiritual individualmente, casais em crise ou desagregadas com necessidade de reinserção social e espiritual e ainda casais que estão buscando santidade para formar uma igreja doméstica eficaz.

Artigo 49 – Serão atendidos individualmente pela CMST através de Psicoterapia ou atendimento e aconselhamento direção espiritual individualmente, jovens em fase de decisão vocacional e internautas, usuários da Internet, que necessitem de apoio espiritual.

Artigo 50 – A CMST manterá site na Internet, para divulgação de literatura específica espiritual, e propaganda dos retiros e encontros para a orientação pessoal dos atendidos nas paróquias que nos solicitam; além de correio eletrônico, via Internet, para atendimento e orientação vocacional e espiritual.

 

CAPÍTULO V

DOS RECURSOS MANTENEDORES

 

Artigo 51 – Os recursos para a manutenção da CMST serão obtidos da providência de Deus através da contribuição dos membros participantes, das doações de beneméritos, da venda de publicações de livros, revistas e artigos religiosos produzidos pelos membros participantes.

CAPÍTULO VI
DISPOSIÇÕES GERAIS

Artigo 52 - O presente Estatuto poderá ser reformado no todo ou em partes mediante resolução da Assembléia, obedecido o disposto no artigo 35, parágrafo 1º deste Estatuto.

Artigo 53 - A Comunidade Missionária Santíssima Trindade poderá ser dissolvida em obediência e por ordem do Arcebispo responsável pela CMST ou por decisão interna, de 2/3 (dois terços) dos membros, através de Assembléia.

Artigo 54 – Em caso de dissolução ou extinção da CMST, o patrimônio físico e financeiro, eventualmente existente, será doado a entidades e/ou comunidades da Igreja Católica Apostólica Romana indicadas pela Assembléia Geral da CMST, através de Termo de Doação específico.

Artigo 55 – Os membros de qualquer categoria não respondem subsidiária ou solidariamente pelas obrigações da CMST com seus patrimônios particulares.

 

Araraquara, 7 de Novembro de 2004.

Copright 2002 - 2006. Comunidade Missionária Santíssima Trindade - Todos os direitos reservados